Neste site você vai aprender com os números qual a rota certa para construir um futuro consistente. Clique em cada uma das caixinhas e boa navegação!

  •  

    Back to top
  • Se você não for um sortudo ganhador de algum jogo na loteria, para se chegar à sonhada quantia de 1 milhão, é preciso aplicar R$ 540 por mês por 40 anos, considerando uma rentabilidade de 6,0% ao ano. No entanto, se você entender de investimentos, buscar alternativas mais rentáveis para a sua aplicação e chegar a 8% de juros anuais, esse valor mensal poderá ser de apenas R$ 315,00. Isso porque a rentabilidade do seu investimento trabalha para que o seu dinheiro cresça mais e, dessa maneira, você faça menos esforço para conseguir a mesma quantia no futuro. Simule ao lado o valor a acumular, o tempo e principalmente as diferentes rentabilidades para constatar o quanto é importante considerar os juros trabalhando por você para incrementar o seu saldo no futuro.

    Itens relacionados:

    Teste de Perfil de Investimento
    Investindo em Ações
    7 passos para investir
    Ciclo de vida e contribuições à previdência
    Economia no nosso dia a dia


    Simuladores

    Projetos de Vida

  •  

    Back to top
  • A melhor forma de descobrir o quanto você deve acumular para receber a renda desejada é simulando seu plano. Este número apresentado – 220 vezes – é uma média de mercado que considera planos com os mais diversos perfis. No entanto, independentemente do desenho do seu plano, saiba que a quantia a acumular é muito alta, certamente o maior projeto financeiro da sua vida, pois ela vai custear o seu benefício por anos de aposentadoria. Já pensou nisso?

    Itens relacionados:

    Pensando no seu futuro
    Como saber quando é a hora certa para se aposentar?

     

  •  

    Back to top
  • A Previdência Social é constituída num sistema de repartição simples, ou seja, os recursos recolhidos pelos contribuintes ativos, que ainda trabalham e contribuem, pagam os benefícios dos aposentados e demais segurados. Não há formação de reserva, como na Previdência Complementar. Esse sistema entra em colapso quando se analisa a curva de envelhecimento da população brasileira. A longevidade das pessoas é crescente – são mais anos de vida, que implicam em mais anos de renda. Além disso, a natalidade está em queda – portanto, o número de pessoas que começam a contribuir para a previdência cresce mais lentamente do que o de novos aposentados. O resultado é o decréscimo na quantidade de contribuintes por beneficiário. Você consegue imaginar este cenário em 2050, quando as pessoas acima de 60 anos constituírem 29% da população total?

    Itens relacionados:

    O que é Fator Previdenciário?

     

  •  

    Back to top
  • Um dos maiores impactos da sua decisão de se aposentar é a perda dos benefícios da empresa, principalmente o plano de saúde. Um plano de saúde básico custa cerca de R$ 800,00 por vida/mês, para uma pessoa aos 60 anos de idade. No entanto, com o aumento da idade, os planos ficam consideravelmente mais caros, somando isso a outro fator preocupante, que é a inflação médica, continuamente crescente. Com este cenário, para arcar com esta despesa, será preciso acumular uma reserva de cerca de R$ 560 mil por vida. Você está preparado para isso?

    Itens relacionados:

    Plano de Saúde
    Planilha de Orçamento Doméstico
    O sucesso financeiro ao seu alcance

     

     

  •  

    Back to top
  • Você já colocou na ponta do lápis o quanto paga de imposto de renda todos os anos? Está ciente de que pode se beneficiar das deduções previstas pela lei? É isso mesmo. Fique sempre atento às despesas que pode deduzir do IR, como, por exemplo, aquelas relacionadas a dependentes, doações a determinadas entidades, despesas com educação e saúde, além de contribuições para a previdência complementar. Neste exercício, você poderá perceber que ainda há margem para outros abatimentos, como fazer contribuições ao plano de previdência até o limite passível de dedução e ainda engordar seu patrimônio para o futuro. Rendimentos tributáveis são todos aqueles sobre os quais há incidência de Imposto de Renda, como salário, pró-labore, rendimentos no exterior, resgates de planos de previdência complementar, ganhos com aluguéis, pensão judicial etc.

    Itens relacionados:

    Tributação e Previdência
    Planejamento Tributário: Embarque Nesta Ideia!

     

  •  

    Back to top
  • No momento da adesão ao plano você fez a opção do regime de tributação do seu plano de previdência. Esta decisão foi muito importante, afinal, escolher o regime mais adequado às suas necessidades poderá ajudá-lo a pagar menos imposto no futuro. No entanto, o contrário também é verdadeiro. Por exemplo, se você escolheu o regime de tributação regressiva e, ao se desligar da empresa, resgatar toda a sua reserva, você será tributado em até 35%, de acordo com o tempo em que suas contribuições estão no plano. Essa tributação é exclusiva e não há acerto na declaração de ajustes anuais. Por isso, conheça melhor o regime de tributação escolhido por você e saiba como se beneficiar da sua decisão.

    Itens relacionados:

    Tributação no recebimento de renda e resgates
    Exemplos de desconto de imposto de renda

     

     

  •