sexta-feira, 11 de janeiro de 2019  09:29

Glossário:




Hedge: Tradução do inglês = resguardar-se. Estratégia para diminuir o nível de risco de um investimento nas suas variações futuras. “Hedgear” significa adotar medidas preventivas no mercado financeiro, como realizar uma operação de compra/venda de mercado futuro na BM&F, com preços predefinidos, como forma de garantir um lucro mínimo e evitar riscos de perda. Por exemplo: se há uma dívida em dólares (passivo em moeda estrangeira), uma forma de hedgear este passivo é comprar dólares futuros, como modo de neutralizar parcialmente o risco de variação cambial.

Hipótese Atuarial: Premissa biométrica, demográfica, econômica e financeira utilizada pelo atuário na avaliação atuarial de um plano de benefícios. As principais hipóteses econômicas utilizadas em uma projeção de cálculos atuariais de um plano de previdência são: taxa de juros, taxa de inflação, taxa de crescimento salarial, taxa de crescimento do benefício da previdência social e taxa de reajuste de benefícios; já as hipóteses biométricas são classificadas em: mortalidade, desligamento, aposentadoria, entrada em invalidez, mortalidade de inválidos, dependentes, novas entradas.

Liquidez: Facilidade com que um bem financeiro pode ser convertido em dinheiro, sem alterações no seu valor e sem necessidade de aviso prévio. De forma mais abrangente, na macroeconomia, o termo “liquidez” é usado para fazer referência à quantidade de dinheiro em poder do público: é a liquidez monetária, que inclui o circulante – formada por papéis e moedas mais os depósitos à vista, mais os depósitos de poupança e de prazo fixo.

Meta Atuarial: Valor mínimo esperado para o retorno dos investimentos dos recursos garantidores de um plano de benefícios, geralmente fixado como sendo a taxa de juros adotada na avaliação atuarial conjugada com o índice do plano.

Política de Investimentos: Documento elaborado e aprovado no âmbito da Entidade Fechada de Previdência Complementar, observando a legislação e os compromissos atuariais do plano de benefícios, com o intuito de definir a estratégia de alocação dos recursos garantidores do plano no horizonte de, no mínimo, 5 anos, com revisões anuais. No mercado financeiro, a política de investimentos define as regras de administração de um determinado fundo de investimento e sua forma de atuação.

Portabilidade: Instituto pelo qual o participante, após a cessação do seu vínculo empregatício com o patrocinador, ou associativo com o instituidor, antes da aquisição do direito a benefício pleno e desde que cumpridos os requisitos regulamentares, desliga-se do plano de benefícios, transferindo os recursos financeiros correspondentes ao seu direito acumulado para outro plano operado por Entidade Fechada de Previdência Complementar ou Entidade Aberta de Previdência Complementar.

Pré-fixado: Quando a rentabilidade é conhecida antes de o investidor fazer a aplicação. O oposto do “pós-fixado”.

Autor: .

Fonte: Bungeprev