Planejando seu orçamento doméstico na aposentadoria

Quando o assunto é orçamento familiar, não há um consenso. Se você quiser simular como as suas finanças vão se comportar no momento da aposentadoria, será preciso papel, caneta e muita reflexão.

1. Para começar, divida seu planejamento de aposentadoria em 4 etapas, pois as despesas variam muito de acordo com cada fase da vida.

2. Na coluna "hoje", preencha as suas despesas atuais.

3. Com base nessas despesas, analise e simule o comportamento dos seus gastos nas 3 etapas posteriores.

Considere as despesas rotineiras e, também, lazer e outras atividades, como viagens, esportes e o que mais você aspira realizar nas próximas etapas da vida.

4. Inclua seus filhos nas suas despesas mensais até a idade em que eles possam se sustentar e traçar a própria jornada. Comumente as pessoas desconsideram os gastos com a família ao preverem a aposentadoria. Entretanto, os casais têm seus filhos cada vez mais tarde e, consequentemente, eles ficam dependentes dos pais até, ao menos, a primeira etapa da aposentadoria.

5. No quesito assistência médica, cuidado ao projetar os gastos com esta despesa, pois nesta etapa da vida há um aumento contínuo do custo deste item relacionado à idade e à utilização. Muitas vezes o aumento do custo de assistência médica supera a inflação. E não se esqueça de considerar os gastos com medicamentos e tratamentos não cobertos pelo plano.

6. Considere a perda dos benefícios que fazem parte do seu contrato de trabalho, principalmente o plano de assistência médica. Assim que você se desligar da empresa, eles serão incorporados às suas despesas.

7. Algumas despesas como vestuário, transporte e educação normalmente diminuem após alguns anos da aposentadoria.

8. Evite dívidas como adquirir novos bens por meio de financiamento de longo prazo. Como a projeção de seus gastos é mera estimativa, sem configurar uma previsão segura de como irão se comportar as suas despesas, quanto menos você comprometer seus recursos, melhor.

Back to top