Por que ter uma previdência complementar?

Há alguns anos, um dos principais argumentos que sustentavam a crescente procura por um plano privado de aposentadoria era a necessidade de complementação da aposentadoria pública, o INSS.

Com o passar do tempo, a evolução deste tipo de produto financeiro nos trouxe outra razão para ampliar ainda mais esta demanda: a compatibilidade com outras modalidades de investimento. Hoje, a flexibilidade dos planos de previdência os equiparou aos mais importantes produtos financeiros do mercado, como fundos de investimentos e ações.

Os planos de previdência rendem mais do que um investimento comum em função do tratamento tributário atualmente existente, sem contar as opções mais modernas de planos, que buscam melhores rentabilidades compondo sua carteira num mix entre títulos de renda fixa e renda variável (ações, por exemplo).

Esses planos também oferecem incentivos fiscais, com dedutibilidade do IR, e se adaptam à necessidade tributária do participante.

E por que razão mais aderir a esta modalidade financeira? O motivo primeiro, intrínseco às raízes e à concepção deste tipo de plano: a complementação do INSS e a garantia de um padrão de vida aceitável na aposentadoria. E esta razão é a que deve nos impulsionar a começar agora.

Deixar para pensar no futuro mais para frente é um dos principais erros que uma pessoa pode cometer. Como é necessário acumular uma grande reserva, quanto antes iniciar, melhor. O tempo é o melhor amigo deste tipo de investimento, pois agregado aos juros, garantem a rentabilidade necessária para incremento da reserva. Quanto mais tarde iniciar, menos tempo e juros para trabalhar ao seu favor. Conclusão: maior o valor a ser aplicado mensalmente.

Coloque suas contas na ponta do lápis e reserve uma parte do seu orçamento para garantir seus projetos de vida no futuro. Uma aposentadoria tranquila e segura depende da sua atitude de hoje.

Back to top